InícioNotícias40º aniversário do Santuário de Torreciudad
Notícias

40º aniversário do Santuário de Torreciudad

12 Julho 2015

Etiquetas: , Torreciudad, Josemaria Escrivá
É neste mês que se comemora o 40º aniversário da abertura ao culto do Santuario de Torreciudad. A primeira Missa foi celebrada a 7 de julho de 1975 por alma de Josemaria Escrivá, falecido a 26 de junho desse mesmo ano.
O arquiteto de Torreciudad e outras pessoas que colaboraram na construção, tendo como pano de fundo o edifício do Santuário
O arquiteto de Torreciudad e outras pessoas que colaboraram na construção, tendo como pano de fundo o edifício do Santuário

A celebração do aniversário foi protagonizada pelos trabalhadores que intervieram na construção (1970-1975), pela equipa de arquitetos e famílias, e moradores de localidades próximas deste Santuário.

A Missa, no dia 5 de julho, foi presidida pelo bispo de Monzón-Barbastro
A Missa, no dia 5 de julho, foi presidida pelo bispo de Monzón-Barbastro
O bispo da diocese de Barbastro-Monzón, D. Ángel Pérez Pueyo, presidiu à concelebração eucarística, momento central da festa, ao qual se seguiram atuações e diversões para as famílias.

O bispo agradeceu o trabalho realizado nestes anos “a todos os que contribuíram para que a graça de Deus chegasse a esta diocese e à Igreja universal a partir deste santuário, que é fruto do imenso amor que S. Josemaría tinha à Vigem Maria”.

O 40º aniversário coincide com a chegada do novo reitor do santuário de Torreciudad, o Pe. Javier Cremades que enfrenta “este desafio com um enorme entusiasmo para servir a Igreja”. Substitui o Pe. Javier Mora-Figueroa, reitor durante 17 anos, que afirmou estar “muito agradecido pelo carinho a Nossa Senhora que lhe foi dado contemplar e pela estima que sentiu em tantos amigos”.

O arquiteto Heliodoro Dols, que dirigiu os trabalhos da construção, referiu o desejo de S. Josemaria Escrivá, fundador do Opus Dei, de que “o novo santuário continuasse uma devoção secular e aumentasse a devoção a Nossa Senhora e aos sacramentos”. H. Dols, prémio nacional de Arquitetura, recebeu o encargo de construir o santuário em 1963.

A atitude de agradecimento foi o que mais transpareceu entre todos os assistentes às cerimónias. Victor Garuz, de la Puebla, diz: “Casei-me na ermida, fui oferecido a Nossa Senhora, e aqui venho há mais de 76 anos”. Semelhante é o caso de Jesús Coscullueta, de El Grado, e de Antonio Miguel Sanchón, de Buera, de 92 anos, que vem com a mulher e filha, felizes por “demonstrar o seu carinho a Nossa Senhora em Dulcis e aqui.”

No dia 5 de julho, depois da Santa Missa tiveram lugar diversas atuações
No dia 5 de julho, depois da Santa Missa tiveram lugar diversas atuações
Outro veterano é Teófilo Marco, de Saragoça, que marca presença desde 1969 e lembra a visita de S. Josemaria em abril de 1970, “mal tinham começado as obras, quando viu as primeiras fundações e pediu que houvesse lugar para muitos confessionários a fim de muitos visitantes conseguirem a paz para as suas almas”. Teófilo recorda que “lhe cantou uma ‘jota’ que diz: ’el amor de los baturros es difícil de lograr, pero aunque pasen los años es un amor de verdad’. Gostou muito porque realçava a fidelidade”.
O recinto do Santuário apresentava-se como um mosaico de países e gerações. Bons amigos do Santuário, como Paco Vidal, de Graus, Manuel Rodríguez Chesa, de Barbastro, Paco Lacau, de Barbastro, juntaram-se a famílias de outros países a passar férias em El Grado.

A oferta de flores a Nossa Senhora revestiu-se de uma especial brilho, e esteve a cargo de famílias da Lituânia, Rússia, Croácia, Ucrânia e Letónia. Todos tiveram ocasião de admirar também o tapete de serradura tingida, preparado desde altas horas da madrugada por moradoras de Tamarite de Litera.

Ao longo destas quatro décadas, a escultura românica de Nossa Senhora de Torreciudad, esculpida em madeira de álamo, já foi reproduzida milhares de vezes e encontra-se em inúmeros lares cristãos, contribuindo para a difusão pelo resto de Espanha e em muitos outros países. Com efeito, o Santuário converteu-se num dos lugares mais visitados de todo o Aragão, com peregrinos e visitantes provenientes de 103 países. O seu número ultrapassa já os 10 milhões. Atestam também este impulso as mais de 3.000 mensagens dirigidas a Nossa Senhora publicadas na no website, as cerca de 44.000 páginas com testemunhos escritos no Livro de visitantes colocado no pátio da antiga ermida, e o facto de se terem celebrado em Torreciudad, desde 1975, 457 casamentos.



Artigos relacionados

Vídeo

S. Josemaria fala de Torreciudad

Vídeo. Em 2015 cumpre-se o 40º aniversário do Santuário de Torreciudad, inaugurado em julho de 1975. S. Josemaria falou em 1972 da construção deste santuário mariano, durante uma tertúlia em Barcelona.

Vídeo

A religião inventa-a Deus

Um jovem estudante manifesta que há pessoas que "fabricam" a sua própria religião. Como ajudá-los a descobrir a Verdade? Anhembi (Brasil). 1 de junho de 1974

Documentos

Etiquetas em Notícias