São Josemaria
Textos de São Josemaria

Amor com obras

Etiquetas: Caridade, Jesus Cristo, Serviço
O Papa Francisco na sua recente viagem a Cuba recordou que a ternura e o carinho são revolucionários e que a fé é um estímulo que ajuda a sair de si mesmo e a lançar pontes para o próximo.
Apresentamos algumas considerações de S. Josemaria para meditar sobre a caridade.

Carinho, lealdade, compreensão
A nossa caridade há de ser também carinho, calor humano. Assim no-lo ensina Jesus Cristo. Se o cristão não ama com obras, fracassa como cristão, o que significa fracassar também como pessoa. Não podes pensar nos outros homens como se fossem números, ou degraus para tu subires; como se fossem massa, para ser exaltada ou humilhada, adulada ou desprezada, conforme os casos. Tens de pensar nos outros - antes de mais, nos que estão ao teu lado - vendo neles o que na verdade são: filhos de Deus, com toda a dignidade que esse título maravilhoso lhes confere.


Com os filhos de Deus, temos de comportar-nos como filhos de Deus: o nosso amor há de ser abnegado, diário, tecido de mil e um pormenores de compreensão, de sacrifício calado, de entrega silenciosa. Este é o bonus odor Christi, -o bom odor de Cristo- que arrancava uma exclamação aos que conviviam com os primeiros cristãos: Vede como se amam!

Falo da vida quotidiana e concreta: da santificação do trabalho, das relações familiares, da amizade. Se não somos cristãos nestas coisas, onde podemos sê-lo? O perfume do incenso deve-se ao carvão em brasa que queima sem ostentação uma grande quantidade de grãos. Também o bonus odor Christi se manifesta entre os homens, não como a chama espetacular de um incêndio passageiro, mas mediante a eficácia de todo um rescaldo de virtudes: justiça, lealdade, fidelidade, compreensão, generosidade, alegria.
Cristo que passa, 36

Pensa nos outros
Do berço de Belém, Cristo diz-me a mim e diz-te a ti que precisa de nós; reclama de nós uma vida cristã sem hesitações, uma vida de entrega, de trabalho, de alegria.
A eficácia redentora das nossas vidas só se pode dar com humildade, deixando de pensar em nós mesmos e sentindo a responsabilidade de ajudar os outros.
Cristo que passa, 18

Não podemos conviver filialmente com Maria e pensar apenas em nós mesmos, nos nossos problemas. Não se pode tratar com a Virgem e ter, egoisticamente, problemas pessoais. Maria leva a Jesus e Jesus é primogenitus in multis fratribus, primogénito entre muitos irmãos. Conhecer Jesus, portanto, é compreendermos que a nossa vida não pode ter outro sentido senão o de entregar-nos ao serviço dos outros.
Cristo que passa, 145

Quando tiveres terminado o teu trabalho, faz o do teu irmão, ajudando-o, por Cristo, com tal delicadeza e naturalidade, que nem mesmo o favorecido repare que estás a fazer mais do que em justiça deves.
- Isso, sim, é fina virtude de filho de Deus!
Caminho, 440

Que ninguém nos seja indiferente
Os problemas dos outros devem ser os nossos problemas. A fraternidade cristã deve estar bem no fundo da nossa alma, de tal modo que nenhuma pessoa nos seja indiferente. Maria, Mãe de Jesus, que O criou, O educou e O acompanhou durante a sua vida terrena e agora está junto d'Ele nos Céus, ajudar-nos-á a reconhecer Jesus em quem passa ao nosso lado, tornado presente para nós nas necessidades dos nossos irmãos, os homens.
Cristo que passa, 145

Com obras e de verdade
Se não te vejo praticar a bendita fraternidade que continuamente te prego, recordar-te-ei aquelas entranháveis palavras de São João: "Filioli mei, non diligamus verbo neque lingua, sed opere et veritate". - Filhinhos meus, não amemos de palavras ou de língua, mas com obras e em verdade.
Caminho, 461

Propósito sincero: tornar amável e fácil o caminho aos outros, que já bastantes amarguras a vida traz consigo.
Sulco, 63

Quando te custar fazer um favor, prestar um serviço a uma pessoa, pensa que é filha de Deus; lembra-te de que o Senhor nos mandou amar-nos uns aos outros.
Mais ainda: aprofunda quotidianamente neste preceito evangélico; não fiques na superfície. Tira as consequências - é muito fácil - e adapta a tua conduta de cada instante a essas exigências.
Sulco, 727


Artigos relacionados

Vídeo

Nina Ayres Pereira, Portugal

Preocupar-se por cada pessoa

Vídeo

Não te fiques pela justiça

Não te fiques pela justiça, porque a caridade chega mais longe que a justiça

Documentos

Etiquetas em São Josemaria