InícioDocumentaçãoDeclarações dos PapasAudiência, 10 de Abril de 2006
Documentação
Declarações dos Papas sobre S. Josemaria Escrivá

Audiência, 10 de Abril de 2006

Bento XVI

Etiquetas: Amizade, Apostolado, Vida interior, Bento XVI
D. Xavier Echevarría saudou  Bento XVI. Nas suas palavras, disse que
D. Xavier Echevarría saudou Bento XVI. Nas suas palavras, disse que "estar com o Santo Padre é sempre, para todo o filho da Igreja, um motivo de profunda alegria e de enorme responsabilidade".
AULA PAULO VI

Queridos amigos:

Dirijo uma cordial saudação a todos que, continuando uma tradição que já dura há alguns anos, vieram a Roma para viver a Semana Santa e participar no encontro internacional UNIV. Como se pode ver, pertenceis a numerosos países e frequentais habitualmente as atividades de formação cristã que a Prelatura do Opus Dei organiza nas vossas cidades. Bem-vindos a este encontro e obrigado pela vossa visita. Saúdo, particularmente, o vosso Prelado, D. Javier Echevarría, bem como o vosso jovem representante, exprimindo a minha gratidão pelos sentimentos manifestados em nome de todos.

A vossa presença em Roma, coração do mundo cristão, durante a Semana Santa, ajuda-vos a viver intensamente o mistério pascal. Permite-vos, especificamente, um encontro mais íntimo com Cristo, de modo particular através da contemplação da sua paixão, morte e ressurreição. É Ele quem, como escrevi na Mensagem para a XXI Jornada Mundial da Juventude, orienta os vossos passos, os vossos estudos universitários e as vossas amizades, no meio da agitação da vida diária.
A audiência foi na Aula Paulo VI
A audiência foi na Aula Paulo VI

Também para cada um de vós, como aconteceu com os Apóstolos, o encontro pessoal com o divino Mestre, que vos chama amigos (cf. Jo 15, 15), pode ser o início de uma aventura extraordinária: a de se converterem em apóstolos entre os vossos contemporâneos, para os levar a experimentarem, tal como vós, a amizade com o Deus que se fez homem, com o Deus que se fez meu amigo. Não esqueçam nunca, queridos jovens, que a vossa felicidade, que a nossa felicidade, depende definitivamente do encontro e da amizade com Jesus.

Considero de grande interesse o tema que estão a aprofundar no vosso congresso, ou seja, a cultura e os meios de comunicação social. Infelizmente, temos de constatar que nos nossos tempos as novas tecnologias e os meios de comunicação nem sempre favorecem as relações pessoais, o diálogo sincero e a amizade entre as pessoas; nem sempre ajudam a cultivar a interioridade da relação com Deus. Sei bem que para vós a amizade e o contacto com os outros, especialmente com os vossos colegas, representam uma parte importante da vida de cada dia.

Os participantes no UNIV responderam com numerosos aplausos à intervenção do Santo Padre, em especial quando se referiu ao seu predecessor, João Paulo II.
Os participantes no UNIV responderam com numerosos aplausos à intervenção do Santo Padre, em especial quando se referiu ao seu predecessor, João Paulo II.
É preciso que tenham Jesus como um dos vossos amigos mais queridos, mais ainda, como o primeiro. Assim vereis como a amizade com Ele vos levará a abrirem-se aos outros, a quem considerais irmãos, mantendo com cada um uma relação de amizade sincera. Com efeito, Jesus Cristo é precisamente "o amor de Deus encarnado" (cf. Deus caritas est, 12), e só nele é possível encontrar a força para oferecer aos irmãos afeto humano e caridade sobrenatural, com espírito de serviço, que se manifesta sobretudo na compreensão. É bonito ver que os outros nos compreendem. e começar a compreender os outros.

Queridos jovens, permiti-me que vos repita o que disse aos vossos colegas reunidos em Colónia em Agosto do ano passado: quem descobriu Cristo não pode senão levar os outros até Ele, dado que uma grande alegria não se pode guardar para si próprio, é necessário comunicá-la. Esta é a tarefa a que o Senhor vos chama; este é o "apostolado de amizade", que S. Josemaria, fundador do Opus Dei, descreve como "amizade "pessoal", sacrificada, sincera: de tu a tu, de coração a coração" (Sulco, nº. 191). Todo o cristão é convidado a ser amigo de Deus e, com a sua graça, a atrair para Ele os seus amigos.
Deste modo, o amor apostólico converte-se numa autêntica paixão que se exprime transmitindo aos outros a felicidade que se encontrou em Jesus. Também S. Josemaria nos recorda algumas palavras-chave do vosso itinerário espiritual: "Comunhão, união, comunicação, confidência: Palavra, Pão, Amor" (Caminho, nº. 535), as grandes palavras que exprimem os pontos essenciais do nosso caminho.

Andreia, jovem de Viena, deu bolo com um piano de chocolate preparado na residência Hohewand.
Andreia, jovem de Viena, deu bolo com um piano de chocolate preparado na residência Hohewand.
Se cultivarem a amizade com Jesus, se se aproximarem frequentemente dos sacramentos, e especialmente dos sacramentos da Penitência e da Eucaristia, podem chegar a ser a "nova geração de apóstolos empenhados na palavra de Cristo, capazes de responder aos desafios do nosso tempo e dispostos a difundir o Evangelho" (Mensagem para a XXI Jornada Mundial da juventude: Osservatore Romano, edição em língua espanhola, 3 de Março de 2006, p. 3).
Que a Virgem Santíssima vos ajude a responder sempre "sim" ao Senhor, que vos chama a segui-lo, e que S. Josemaria interceda por vós. Desejando que vivam a Semana Santa em oração e reflexão, em contacto com tantos vestígios da fé cristã presentes em Roma, abençoo-vos com afeto, a vós, a quantos se ocupam da vossa formação e a todos os vossos seres queridos.