InícioTestemunhosFérias especiais para toda a família
Testemunhos

Férias especiais para toda a família

Etiquetas: Serviço, Solidariedade, Virtudes, Família, Semana Santa
Em diversas localidades do México há famílias que organizam a Promoção Rural Familiar
Em diversas localidades do México há famílias que organizam a Promoção Rural Familiar
A família é a fonte de toda a fraternidade, sendo por isso mesmo também o fundamento e o caminho primário para a paz, já que, por vocação, deveria contagiar o mundo com o seu amor.
(Papa Francisco, Mensagem para a celebração do XLVII DIA MUNDIAL DA PAZ, 1 de janeiro de 2014).

Lucy, mexicana, e a família participam na Promoção Rural Familiar durante a Semana Santa desde há já 15 anos. Descobriram que as férias são sobretudo atividades familiares e portanto ocasião ideal para crescer em família, ou seja no final das férias cada um deverá regressar sendo uma "pessoa um pouco melhor".

Em que consiste a Promoção Rural Familiar?
É um trabalho social que vivemos em família e com outras famílias. O objetivo é dedicar alguns dias das nossas férias a colaborar e a partilhar com pessoas necessitadas as celebrações dos dias Santos.

A ideia é que participem todos os membros da família que desejarem, do mais pequeno aos avós. Acompanharam-nos mesmo bebés de 4 meses, pois entre uma centena de pessoas há sempre alguém que cuide deles. Também os avós podem contribuir: No primeiro ano uma avó encantadora encarregou-se de dar um toque familiar ao acampamento, orientando a cozinha, a limpeza, a ordem, etc. Noutro ano um avô levou árvores de fruto e foi com a pá, de casa em casa, plantando arvorezinhas com os netos. Cada um contribui com o seu talento, e assim se formam equipas de pintores, pedreiros, cabeleireiras, costureiras, professoras, conselheiras familiares, médicos, etc.

Porque escolhem passar a Semana Santa com a família nas periferias, como diz o Papa Francisco?
As férias são sempre, principalmente, atividades familiares e portanto ocasião para crescer em família.
Apercebemo-nos que as férias da Páscoa se estavam a transformar em ocasião para nos descontrairmos e nos divertirmos em ambientes pouco cristãos, deixando de parte as práticas de piedade próprias desses dias. De modo que procurámos uma maneira de ir para o campo, assistir às celebrações religiosas e conviver com os amigos de forma descontraída.
Geralmente em todas as aldeias do México as cerimónias da Semana Santa são muito bonitas e originais. Deste modo aproveitamo-las e encontramo-nos com os habitantes mais necessitados que vivem nesses lugares e temos oportunidade de os ajudar em alguma coisa e não passar ao largo.
 Assistiram 350 pessoas de Guadalajara, México e trabalharam em 20 comunidades rurais.
Assistiram 350 pessoas de Guadalajara, México e trabalharam em 20 comunidades rurais.

Com o Papa Francisco recebemos um novo impulso pois ele não deixa de nos sacudir com os seus ensinamentos sobre a caridade e inclusive ele mesmo nos dá o exemplo para vencer a indiferença, para nos aproximar dos que estão mais sós, doentes e necessitados, para sairmos de nós mesmos.

Que repercussões tem esta iniciativa na sua família?
É uma maneira de ensinar as virtudes sem dizer quase uma palavra. Virtudes como a sobriedade, retidão, generosidade, piedade, etc. Basta que vejam que os pais e as mães também são capazes de dormir em tendas, reparar o teto da casa de um idoso, mudar a cama de um doente, comer a comida que se cozinha para 100 pessoas sem comentários, nem pedir um prato especial, cuidar dos filhos de outros participantes enquanto estes descansam, rezam, ou realizam outra atividade. Enfim, são muitas as ocasiões para pôr em prática as virtudes da convivência e da caridade.
Cada qual contribui com o seu talento e assim formam-se equipas de pintores, pedreiros, costureiras, professoras, conselheiras familiares, médicos, etc.
Cada qual contribui com o seu talento e assim formam-se equipas de pintores, pedreiros, costureiras, professoras, conselheiras familiares, médicos, etc.

Enquanto são pequenos é fácil que participem, e regressam dizendo sempre que foram as melhores férias da sua vida. Quando crescem temos de convencê-los de outra maneira, convidando os amigos, as namoradas, etc. De maneira que cresce o número de assistentes porque esses amigos depois também trazem as suas famílias. Este ano Tomás, um rapaz de 13 anos, convidou vários dos seus amigos do colégio, e as mães telefonavam-nos dizendo que queriam participar porque Tomás os tinha convidado.


Que impacto têm os ensinamentos de S. Josemaria na sua vida familiar?
Os seus ensinamentos são a bússola que orienta a minha vida espiritual, e o motor da vida familiar, social e profissional. Na vida e na obra de S. Josemaria encontro resposta para cada situação com que me deparo: uma sugestão ao ouvido face aos êxitos e aos fracassos – que no meu caso abundam – um conselho sempre oportuno em qualquer decisão.

Muitos dos ensinamentos de S. Josemaria referem-se a atender às necessidades dos que têm menos, e à catequese que é o nosso trabalho na promoção rural. São Josemaria, desde muito novo percorria os bairros mais pobres de Madrid dando catequese e visitando os mais pobres e doentes acompanhado muitas vezes por um grupo de universitários a quem transmitia a sua experiência: dos serviços materiais que convém prestar-lhes, que consolos…,etc. Tudo isto está nos ensinamentos de S. Josemaria.

O Papa Francisco diz que a Igreja precisa de famílias felizes e pede a oração de todos os cristãos pelo próximo Sínodo da Família. Que podemos fazer para construir a felicidade na nossa família?
A felicidade na família constrói-se com as coisas do dia-a-dia, aparentemente sem importância mas, ao estarem cheias de pormenores de carinho, tornam-se únicas e marcam a existência de cada membro da família. As férias e as viagens são momentos para as encher com esses pormenores que podem ser aproveitados. Depois, convive-se com pessoas de outras famílias que contribuem com o que as caracteriza, e ficam episódios de que nos rimos o resto do ano.

Artigos relacionados

Vídeo

Encontro com S. Josemaria no Brasil

Resumo de uma tertúlia de S. Josemaria Escrivá de Balaguer durante a sua viagem de catequese ao Brasil, que começou a 22 de maio de 1974.

Vídeo

A minha família ajuda-me em tudo

Vídeo. Xavier tem 19 anos e é o mais novo de uma família de 9 irmãos. Está no 1º ano do Curso de Multimédia na Universidade Aberta da Catalunha. Quando tinha apenas três anos foi-lhe diagnosticada uma distrofia muscular degenerativa

Documentos