InícioDe RomaO Papa Francisco na abertura do Jubileu: “Deus procura-nos, sai ao nosso encontro”
De Roma

O Papa Francisco na abertura do Jubileu: “Deus procura-nos, sai ao nosso encontro”

Etiquetas: Igreja, Bento XVI, Deus, Amor misericordioso
  Vídeo (Rome Reports). Descobrir a misericórdia de Deus. Esta foi a mensagem que o Papa enviou a partir de uma praça de S. Pedro blindada pelas fortes medidas de segurança.
Como tem vindo reiterando desde os seus primeiros dias como pontífice, o Papa Francisco recordou que se equivocam os que pensam que Deus é um juiz que castiga em lugar de um pai que espera com fervor ardente que os seus filhos voltem para Ele.

FRANCISCO
"Entrar por aquela Porta significa descobrir a profundidade da misericórdia do Pai que a todos acolhe e vai pessoalmente ao encontro de cada um. É Ele que nos procura, é Ele que nos vem ao encontro. Neste Ano, deveremos crescer na convicção da misericórdia.”.

O Papa também quis recordar que há 50 anos se encerrou o Concílio Vaticano II, um acontecimento, disse, que deve ser recordado como o momento em que a Igreja deixou de se encerrar em si mesma e retomou o seu caminho missionário.

FRANCISCO
"O Concílio foi um encontro; um verdadeiro encontro entre a Igreja e os homens do nosso tempo.”.

Como nas outras ocasiões especiais, Bento XVI também aceitou o convite do Papa Francisco e presenciou o momento culminante da cerimónia: a abertura da Porta Santa.

Com este gesto foi inaugurado o Jubileu da Misericórdia. O Papa passou através dela e atrás dele, entre aplausos, o seu antecessor, Bento XVI. Francisco concluiu a cerimónia na basílica, junto a cardeais, bispos e demais concelebrantes.

A praça de S. Pedro vestiu-se de gala para a ocasião. Presidiu à cerimónia, desde a varanda principal da basílica, este grande tapete com o logotipo do Jubileu: Misericordiosos como o Pai. Calcula-se que, no total, participaram mais de 50.000 pessoas.

Artigos relacionados

Vídeo

Bento XVI promete 'obediência incondicional' ao futuro Papa

28 de fevereiro de 2013. (Romereports.com) O último encontro de Bento XVI com os cardeais ficou marcado pelas emoções e por alguns episódios divertidos. 144 cardeais tiveram ocasião de cumprimentar pessoalmente o Papa. Mas o que mais impressionou a todos foi a manifestação de absoluta fidelidade ao futuro Papa que Bento XVI formulou durante o seu discurso.

Documentos