InícioIniciativas em todo o mundoPara acabar com a fome
Iniciativas em todo o mundo

Para acabar com a fome

Etiquetas: Educação, Solidariedade, Desenvolvimento, Cristo que Passa, Guatemala
A Guatemala é o país da América Latina com o maior índice de desnutrição infantil crónica, que afeta 48 % das crianças. Quando o Governo teve conhecimento deste dado, solicitou a todos os sectores sociais a unirem-se ao programa "Fome Zero".
O centro de formação em artesanato Las Gravileas, perto da cidade de La Antigua promove, por seu turno, há vários anos programas de formação técnico-empresarial intensiva para mulheres em situação de extrema pobreza, provenientes do ‘corredor seco’ e do planalto ocidental do país, zonas onde se encontram as comunidades mais pobres do país.
No âmbito do programa estatal "Fome Zero", Las Gravileas contribuiu com o seu grão de areia para aceitar o desafio. Este ano multiplicaram-se os cursos de dois dias e meio. Nestes cursos, as mulheres aprendem uma técnica produtiva, elaboram um plano de negócios e recebem um 'kit' que lhes permite iniciar imediatamente uma atividade empresarial.
Num dos cursos que se realizam durante o año: pastelaria e cozinha.
Num dos cursos que se realizam durante o año: pastelaria e cozinha.
Uma precetora da escola acompanha as participantes durante o processo de formação, assiste à elaboração do plano de negócios e visita a respetiva comunidade, para ajudar a superar as dificuldades que podem surgir ao concretizar na prática o processo produtivo.
Como as mulheres tendem a gastar a maior parte do que ganham na alimentação e educação das suas famílias, este tipo de programas tem um impacto direto na batalha pela erradicação da fome.
Las Gravileas nasceu em 1997 como resposta às necessidades prementes de formação profissional vocacionada para mulheres. O estímulo para quem pôs em andamento a Escola e que atualmente a dirige resulta do contínuo apelo de S. Josemaria para que cada um sentisse responsabilidade por todos:
“Os problemas dos outros devem ser os nossos problemas. A fraternidade cristã deve estar bem no fundo da nossa alma, de tal modo que nenhuma pessoa nos seja indiferente. Temos de reconhecer Jesus em quem passa ao nosso lado, tornado presente para nós nas necessidades dos nossos irmãos, os homens.”
Las Gravileas nasceu como resposta às necessidades de formação profissional para mulheres.
Las Gravileas nasceu como resposta às necessidades de formação profissional para mulheres.
(Cristo que passa, 145)